sexta-feira, 4 de julho de 2008

Inspirações para fotografar

Existe uma discussão sobre fotos clichês serem válidas, ou não, no processo de desenvolvimento de um fotógrafo.

Eu, na minha humilde insignificância fotográfica, não ligo para isto e saio fotografando "lugares comuns" e "chavões" sem nenhum peso na consciência. Além disso, procuro aprender olhando o trabalho de grandes fotógrafos.

Sem querer entrar na discussão de quem é o melhor, lembro que o primeiro grande nome que eu aprendi foi Henri Cartier-Bresson. A atração que e sentia, ao olhar as fotos dele, é que me levaram a descobrir que existiam grandes artistas por trás das lentes e fotografia não era coisa apenas para turistas e festas de família.

A admiração por este fotógrafo acabou me levando a conhecer a Agência Magnum que, por sua vez, me apresentou um grupo fantástico de fotógrafos.

Falando em grandes fotógrafos, eu não posso deixar de citar o grande Sebastião Salgado. Tenho dois livros dele na minha lista de desejos: 'Trabalhadores' e 'Terra'. Se alguém me der de presente, eu agradeço.

Não são boas fontes de inspiração?
Postar um comentário