quarta-feira, 21 de maio de 2008

Navegando pela Internet

Hoje um colega de trabalho me olhou assustado e me perguntou se eu tinha coragem de utilizar o Internet banking. A princípio eu não entendi qual era o motivo do espanto dele, uma vez que esta prática é muito comum entre o pessoal que trabalho.

Continuando a conversa, descobri que ele tinha um medo enorme de pegar um virus, ter suas contas bancárias invadidas e sofrer grandes perdas financeiras. Para ele, a Internet era apenas um ambiente bom para se troca e-mail, ler notícias e outras amenidades.

Pensei um pouco e argumentei que a Internet pode ser um facilitador em nossa vida e, para ser bem aproveitada, exige os mesmos cuidados que tomamos no nosso cotidiano real.

Vamos fazer uma analogia grosseira do site Google com um motorista de taxi super eficiente e vamos imaginar a seguinte cena no mundo real:

Um homem muito distinto entra no táxi deste motorista e pede para ser levado a uma boate que tenha garotas de programa grátis e bebidas baratas. Como um bom conhecedor da cidade, o nosso eficientíssimo taxista leva nosso suposto personagem ao local solicitado.

Continuando com este cenário hipotético, vamos imaginar que o nosso distinto personagem transe com algumas garotas de programa sem nenhuma proteção e ainda pague as bebidas com cartão de crédito, logo em seguida. Qual é a chance dele se dar mal e viver cenas parecidas como as vividas pelo nosso herói nacional "Fenônemo"?

Eu apostaria meu último real que ele voltaria com alguma doença venérea e ainda descobriria, mais tarde, que clonaram o seu cartão de crédito e ele está com uma fatura impagável.

Quando usamos a Internet e os sites de buscas para fazer este mesmo tipo de pesquisa, recebemos indicações semelhantes a sugestão do nosso eficiente taxista. Os sites de busca estão apenas preocupados em retornar a maior quantidade de sites que satisfaçam os termos de pesquisa digitados.

Manter um antivírus instalado e atualizado no seu micro, avaliar os riscos que corre ao clicar sobre cada link sugerido é responsabilidade de cada um, da mesma forma que nos cuidamos no mundo real.

Os riscos de ser assaltado, furtado e estar exposto a todo tipo de desgraça existem no mundo real, mas poucos deixam de seguir suas vidas por causa disto. Na web é a mesma coisa. Os riscos existem, mas devemos nos cuidar para poder usufruir as facilidades que ela nos proporciona...

E só tomem cuidado para não demorar 3 horas para descobrir que estão comprando gatOs por lebre....

abraços
Postar um comentário