sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O estranho mundo feminino

Estava tomando meu cafézinho no escritório quando, sem querer, escutei uma conversa entre duas mulheres.

Mulher 01: - Nossa, seu cabelo ficou ótimo! Você fica bem melhor morena.

Mulher 02: - Obrigada! Eu já estava enjoada de ser loira.

Mulher 01: - Eu sempre achei muito difícil ficar morena. Tem que ficar pensando, né?

Neste momento, minhas orelhas se movimentaram em direção a conversa. Como assim? É difícil ficar morena porque tem que pensar?

E a conversa continuava.

Mulher 02: - É verdade. Eu também sempre achei mais fácil passar de morena para loira do que o contrário.

Não resisti e entrei no meio da conversa.

Eu: - Desculpe.... Mas que história é esta, que é mais difícil passar de loira para morena, do que de morena para loira, porque tem que pensar?

Tentaram me ajudar, explicando que para ser loira não precisa pensar. É só chegar no cabelereiro e pedir para ficar loira. No caso contrário, tem que pensar na cor, no comprimento e outros fatores físico-químicos-matémáticos-estatísticos que exigem um esforço hercúleo para ser executado com sucesso.

As loiras que me desculpem, mas esta história só pode me levar a uma conclusão: "É mais fácil desativar neurônios do que ressuscitar os inativos".

Postar um comentário