quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Tempos modernos

Durante a minha infância, vivi em um mundo que só oferecia três tipos de tênis: bamba, conga e kichute. Hoje existem dezenas de marcas e centenas de modelos diferentes.

A TV só tinha duas cores: preto e branco. Hoje temos TVs com milhões de cores e milhares de linhas de definição.

Além de poucas cores, a TV só tinha uns três ou quatro canais e o controle remoto era um artigo totalmente dispensável. Hoje temos centenas de canais e o controle remoto é um item de sobrevivência indispensável. Precisamos zapear entre os canais e diminuir o volume quando entram as propagandas.

Na minha infância, os casamentos duravam a vida toda e sempre aconteciam entre homens e mulheres. Hoje podem durar apenas algumas horas e acontecem entre dois homens, entre duas mulheres e, de vez em quando, entre homens e mulheres.

Quando eu era criança, o mundo era dividido entre o capitalismo e o comunismo. Existia a guerra fria entre o bem e o mal, entre o capitalismo e comunismo. E comedor de criancinhas era a fama dos soviéticos comunistas. Hoje parece que sobrou apenas o capitalismo e comedor de criancinhas são conhecidos como pedófilos.

Vivi tantas mudanças que, atordoado, estou escutando vários analistas econômicos afirmarem que a tábua de salvação do capitalismo é estatização dos bancos. No coração financeiro do país que inventou o capitalismo.

Postar um comentário