quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Avançar sempre, retroceder jamais

Existem mancadas tradicionais, que ficamos sabendo que outras pessoas cometeram e caímos na risada. Por outro lado, existem outros momentos em que nós próprios nos vemos como protagonistas de situações inesperadas ou constrangedoras.

Eu confesso que, entre a lista de mancadas tradicionais, já acordei umas três vezes com o som do próprio ronco. Todo mundo já ficou sabendo deste tipo de acontecimento com algum conhecido ou amigo.

Ontem eu consegui avançar mais um passo com esta mancada tradicional. Acordei assustado com o som do meu próprio ronco. Só que desta vez eu abri os olhos e não me vi na minha cama ou no sofá da minha casa... Quando abri os olhos eu vi o meu dentista com a mão dentro da minha boca!

Confesso que a vergonha foi enorme e só foi minimizada porque o dentista é meu irmão. Ainda bem que ele apenas riu e não me deu bronca.

Postar um comentário