sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Sanduíche de esfiha - Jaber

Um dos meus lugares preferidos para almoçar é o restaurante Jaber da Av. Morumbi. Freqüento esta unidade a mais de dez anos e gosto muito do atendimento dos garçons. O mais antigo, conhecido como "Gente Fina", está lá desde que o restaurante ficava escondido numa lojinha de esquina. Há alguns anos eles mudaram para um quarteirão próximo, muito mais espaçoso, e com uma equipe de garçons igualmente simpática e atenciosa.

Ontem eu resolvi atacar o velho e bom quibe cru, acompanhado de pão sírio e esfihas abertas, como entrada. Quando meu pedido chegou à mesa, olhei as esfihas e o pão sírio e, imediatamente, relembrei de um prato árabe que eu adorava, mas é muito pouco conhecido: sanduíche de esfiha.

Lembrei que eu fui apresentado a esta maravilha da culinária árabe, de baixo custo, no segundo colegial. Época de dinheiro curto e fome gigantesca. Meus amigos do Colégio Bandeirantes e eu aproveitávamos o intervalo de aula para ir ao Jaber da Rua Domingos de Moraes, no bairro do Paraíso (São Paulo).

Lembrei do cheirinho do pão sírio, quentinho, sendo aberto e recebendo uma ou duas esfihas como recheio. Sim, existiam duas opções de recheio. Podíamos optar por uma ou duas esfihas, de acordo com a disponibilidade financeira do momento. Mas independente da quantidade de recheio, era um sanduíche delicioso. Principalmente para adolescentes famintos, como eu.

Voltando a realidade, pensei seriamente em deixar meu quibe cru e montar o saudoso sanduíche de esfiha. Olhei em volta, vi a casa cheia e acabei desistindo. Apesar de estar ótimo, comi o quibe cru contrariado, mas agora eu sei. Vou voltar lá um horário com menor movimento e matar do meu saudoso sanduíche de adolescente.

--------------------------
Restaurante Jaber
Av. Morumbi, 8545
Brooklin - São Paulo - SP
Postar um comentário