sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Cenas de elevador

Entrei elevador acompanhado de duas desconhecidas. A mulher mais velha, que presumi ser a mãe, parecia tensa e dava conselhos para a mais jovem, que presumi ser a filha.

O diálogo de uma pessoa só era mais ou menos assim:

[Mãe] - Então. Você precisa parar de ficar na Internet e ir nas baladas até acabar as recuperações.

[Mãe] - Senão você vai bombar e perder um ano da sua vida.

Entre outros tradicionais conselhos de uma mãe aflita que deseja o melhor para sua filha.

Á única coisa que me deixou intrigado era que a menina estava usando um par de fones de ouvidos que me permitiam compartilhar o ritmo tuts tuts. Se eu conseguia escutar a música vazando pelos fones, com certeza a menina não estava escutando nada que a mãe falava, mas ficava acenando com a cabeça que estava entendendo tudo.

O walkman de fita cassete evoluiu para o iPod, mas a relação entre pais e adolescentes continua a mesma.

Postar um comentário