sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Tudo quanto penso (Fernando Pessoa) - Handwriting with Gillott 303 Flex Nib

Poema de Fernando Pessoal: Tudo quanto penso, Tudo quanto sou É um deserto imenso Onde nem eu estou.  Extensão parada Sem nada a estar ali, Areia peneirada Vou dar-lhe a ferroada Da vida que vivi.

This poem was handwrite with Gillott 303 flex nib dip pen.

Escrevi este poema com uma dip pen equipada com uma pena flexível Gillott 303.
Postar um comentário