quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Entrevistando Papai Noel

Papai Noel deve ser uma das personalidades que mais deu entrevistas na história moderna. Muitas das respostas apresentadas aqui são requentadas e de conhecimento comum mas, mesmo assim, tentei compilar os trechos mais interessantes da entrevista que realizei na manhã do dia 24 de dezembro de 2008.

[DM] - Bom dia Papai Noel. Como estão os preparativos para as entregas de presentes que vão ocorrer esta noite?

[Papai Noel] - Bom dia. Este ano está sendo moleza. Com a crise econômica mundial, as transportadoras estão sofrendo com a falta de serviço e abaixaram os preços. Resolvi demitir a mão de obra própria, no caso os duendes, e subcontratei toda a logística. Economizei uma boa grana com esta estratégia.

[DM]- E as renas estão animadas para a grande jornada desta noite?

[Papai Noel] - Eu quero aproveitar esta oportunidade para lembrar a população que, diferente do que o Lula fala, o Brasil não está na vanguarda dos biocombustíveis. Eu comecei com isto muito antes dele nascer, com a minha ração especial que faz as minhas renas voarem. Tudo bem que a ração não se encontra totalmente desenvolvida e ainda apresenta uns efeitos colaterais. Eu, que fico atrás das renas, acabo sofrendo mas assim que o problema de flatulência estiver resolvido, o meu biocombustível vai estar pronto para competir no mercado.

[DM] - Mas o senhor acredita que a solução dos problemas de trânsito vai ser resolvido com renas voadoras?

[Papai Noel] - Não seja ingênuo. Eu estava pensando em fornecer a ração para os asnos que formam o poder legislativo do Brasil. Assim eles poderiam voar sozinhos e o orçamento da união poderia economizar uma nota preta em passagens aéreas.

[DM] - Papai Noel. Eu sei que o senhor é um homem muito ocupado e agradeço muito a sua entrevista. O senhor quer se despedir e deixar uma mensagem final?

[Papai Noel] - Sim. Este ano eu tenho que agradecer muito aos políticos que fizeram campanha em 2009. Graças a eles, a minha credibilidade aumentou muito neste ano.

[DM] - Como assim?

[Papai Noel] - Depois de cada discurso ou cada debate, a população dizia: "E eu também acredito em Papai Noel".

---------------------------------------------------------------

[DM] = Diário da Maionese

Postar um comentário