segunda-feira, 13 de junho de 2011

Pessoas que passam por nossas vidas

Existem pessoas que passam pela nossa vida e que nos proporcionam lições de vida sem ao menos perceber. Este caso aconteceu com uma ex-aluna.

Ela sempre foi uma das alunas mais interessadas e participativas durante as aulas. Tirava boas notas e sempre foi pontual. Era aquele tipo de aluna que nos ajuda a estruturar a aula, servindo de referência para verificar se estamos conseguindo ter um bom desempenho com nossas explicações.

De repente, percebi que ela estava mais distante e começou a se atrasar com frequência e nunca mais ficou até o fim da aula.

Intrigado, acabei fazendo uma brincadeira do tipo "A senhora não é mais a mesma. Que bichinho te mordeu?". Ela simplesmente retribuiu com um sorriso amarelo e não falou nada.

Novamente, antes do fim da aula, pegou as coisas e saiu silenciosamente da sala.

Após encerrar a aula com os alunos presentes e me despedir, um amigo da aluna que mudou de comportamento se aproximou e me explicou a situação. Ela estava enfrentando grandes dificuldades financeiras e não tinha mais dinheiro para pagar a passagem de ida e volta da faculdade.

A solução que encontrara era utilizar o passe único de São Paulo, onde é possível fazer quantas viagens de ônibus forem necessárias dentro do prazo de duas horas. Ela tinha que em duas horas chegar na faculdade, assistir o que podia da aula e passar pela catraca do ônibus da volta no prazo de duas horas.

Ela poderia ter me procurado para chorar e pedir algum tratamento especial, mas dentro do seu orgulho resolveu absorver a dificuldade e vencer pelos próprios méritos. Eu até a teria ajudado silenciosamente, caso precisasse de nota, mas nem passou perto de precisar.

Hoje fiquei sabendo que ela está bem empregada, noiva e dando entrada no primeiro apartamento próprio.

Depois de saber tudo isto, a única coisa que passou pela minha cabeça foi agradecer por ela ter me dado a oportunidade de conhecê-la e a honra de ser seu professor.

No final tenho certeza que mais aprendi muito mais do que ensinei.
Postar um comentário